Tratamento Fitossanitário são procedimentos praticados para combater organismos vivos que possam ser de alguma forma nocivos ao meio-ambiente.


O tratamento em embalagens de madeira 
é feito através da fumigação

 

As normas internacionais que regulam sobre o trânsito de mercadorias prevêem que as cargas e suas embalagens não devem levar riscos ao meio-ambiente do país a que se destina.  Por isso, torna-se imprescindível o tratamento fitossanitário antes do embarque dessas mercadorias.

.

.

A FAO (Food and Agriculture Organization), Organização Internacional de Agricultura e Alimentos, estabelece através da norma ISPM-15 que o método adequado para o tratamento fitossanitário nesses casos é a Fumigação ou Expurgo.


Fumigação é o processo no qual se aplica gases tóxicos para exterminar a presença de pragas nocivas à agricultura e ao meio-ambiente.  A substância normalmente utilizada nesse processo é o brometo de metila.



Norma Internacional para Medidas Fitossanitárias

A Imunizadora Imbituba® é credenciada junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) no exercício das técnicas de Fumigação com Brometo de Metila. Seguindo a Norma Internacional para Medidas Fitossanitárias número 15 (NIMF 15/IPPC/FAO), todos os pallets e embalagens de madeira devem receber a demarcação IPPC BR 131 MB, que identifica a Imunizadora Imbituba.


Carimbo nas embalagens de madeira
seguindo os padrões internacionais


Unidade Móvel para Fumigação com Brometo de Metila.
 Equipamento aprovado pelo Ministério da Agricultura.


 


Área isolada após tratamento com Brometo de Metila

PROCESSO DE FUMIGAÇÃO

Isolamento da área e aplicação do brometo de metila Após 24 hs de exposição é feita a areração, ou seja, a carga é ventilada até a exaustão completa do gás Antes da liberação da carga é feita a medição dos gases
.